quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Minhas principais ferramentas

Gostaria de compartilhar com todas algumas opções de ferramentas. Mas primeiramente gostaria de deixar  claro que não sou professora e sou péssima em decorar nomes especifícos, ou melhor, não sei nenhum nome técnico. Minha intenção é dividir algumas descobertas feitas nestes 2 anos e 2 meses, claro que posso cometer alguns erros, afinal sou uma aprendiz curiosa para melhorar a cada dia mais minha arte e paixão. E se alguma leitora desta postagem  quiser acrescentar algumas ferramentas, dar opiniões e até mesmo me corrigir caso eu comenta  algum equivoco, deixe um comentário nesta postagem, que eu terei o maior prazer de acrescentar com cor de fonte diferente para ressaltar que a postagem sofreu alterações.

Adoro ferramentas que possam facilitar o corte manual. Sempre procuro novidades, embora não haja muitas opções (que eu saiba). Minhas ferramentas prediletas são:

Obs: A qualidade das fotos abaixo não estão tão boas como as das outras postagens. Eu que fotografei(rsrs).

- Base de corte: Sem ela não conseguimos cortar.
A base emborrachada tem escalas (comprimento, polegada e ângulos) e principalmente ajuda preservar o fio do estilete. Precisamos armazenar em um lugar plano, não pode de maneira alguma tomar sol, tem vida "útil". Apesar de muitos dizerem ser auto regenerativa, talvez eu corto muito profundo, a minha não regenera. Recomendo comprar de uma marca de qualidade, já que o preço é alto.
Eu acho sem dúvida o melhor tipo de base.

 Olha o estado da minha base! Os cortes profundos são do estilete de corte circular.

A base de vidro desliza muito melhor que a emborrachada e não tem vida útil (só se cair-rsrs). Mas escorrega (perigoso), não tem escala (as maiores, apenas as de scrapbook) e principalmente perde o fio do estilete proporcionalmente 5 vezes mais rápido (usei poucas vezes a minha).

Fiz sobre encomenda 63cm por 50cm (eu acho)

Existem  maneiras de cortar sem utilizar as  bases acima, segundo um site europeu e também li em alguns fóruns do flickr. Acho que está opção só é viável se você realmente não tiver condições financeiras. A maneira encontrada é cortar em cima de uma pedra (ai que arrepio) ou segundo o site "folha de madeira compensada fina ou compensado, ou tábua de corte grande" (acho que é tipo uma porta crua). Nunca testei, e este mesmo site diz que perde o fio do estilete.

- Estilete- corte reto:
Recomendo pesquisar a marca  antes de comprar, existe muitos com "jogo" (a lâmina fica meio "frouxa"). É importantissimo que a lâmina esteja encaixado perfeitamente no corpo do estilete, senão é impossível cortar corretamente e na cartonagem precisamos de precisão . Prefiro o com lâmina larga,tenho a sensação de ter mais firmeza. Além das marcas que conhecemos, existe outras marcas de estiletes em lojas de ferramentas de carpinteiro e marceneiro(ex: Stanley e Irwin)

Estas são as lâminas  preta e normal  larga 18mm da Olfa - Eu nunca comprei a estreita 9mm.

Comprei a poucos dias um estilete diferente, infelizmente no Brasil não tem. Demorei um pouco para conseguir por a lâmina (o parafuso do estilete não passa pela lâmina). Para descobrir este detalhe precisei perder algumas horas em sites franceses. Bem confortável manusear  e o fio da lâmina é tão bom quanto da linha preta da Olfa.

Posição de como usar o estilete. Descobri como coloca a lâmina, oba!

Este estilete usa uma lâmina chamada trapezoidal.  Esta lâmina também é usada em alguns estiletes da Stanley e Irwin (que eu saiba).
                                               
- Régua: Em minha opinião a ferramenta mais difícil de encontrar a ideal . Tanto a base como o estilete é relativamente fácil , já a régua até a um mês atrás ainda procurava (espero que tenha encontrado nesta minha última aquisição).

Sou extremamente meticulosa e meu corte só vai ser perfeito  se  eu marcar e posicionar régua corretamente. Para mim é o ponto principal para obter sucesso no  corte. Eu considero sim como o mais importante na cartonagem, até mesmo para a montagem (minha opinião, pode ser que muitas não concordem).Segue abaixo uma descrição das réguas que possuo:

-      Fabricada  em  PAI  (poliestireno  alto-impacto)  branco  de  3,00  mm  de espessura da marca Trident. Foi a primeira régua em formato "L" que comprei. Serve para marcação e corte, achei a régua meio "mole", não consegui obter precisão ao marcar o ângulo de  90° diretamente. A régua é para destro, escala em centímetros e milímetros. O verso da régua pode ser usada por canhotos, mas a escala é apenas em centímetros.

Modelo e referência da régua

-Fabricada em Acrílico cristal 3,00 mm de espessura da marca Trident. Segundo o fabricante é para corte e proteção dos dedos. Serve para destro e canhoto, não tem escala no lado do corte (no lado oposto da régua tem escala em centímetros, mas eu não consegui segurar a régua direito). Achei meio desconfortável usar por causa da posição dos dedos (mesmo tendo um suporte para posicionar os dedos). Escorrega ao cortar e posicionar.

Modelo e referência da régua

    Suporte para apoio da mão. Alturas diferentes no suporte.

Maneiras que encontrei para apoiar a mão. Mas doe a palma da mão.

-Fabricada em aço 0,8 de milimetros de espessura existem muitas marcas. Serve para marcação e corte. Eu particularmente não gosto desta régua, sua espessura muito fina e não me sinto nem um pouco segura ao cortar ( usei pouquíssimas vezes tanto para marcar como cortar), escalas em centímetros e milímetros. Esta régua é a mais indicada para cartonagem no Brasil.

Modelo da régua

-A régua que mais uso é a padrão, que todas tem em casa. Serve apenas para marcar, confesso que as vezes corto com ela , mas é claro que acabei "comendo" o acrílico.

Olha o estado da minha régua.

- Régua para patchwork, feita em acrílico com 3 mm de espessura. Dispensa descrição, acho que todas conhece suas qualidades. Recomendo comprar uma marca de qualidade com antiderrapante. Ideal para corte e marcação. Mas ao cortar com ela, corremos o risco "comer" o acrílico.

Modelo da régua de patchwork

- Depois que comprei a Régua de formato "L", um amigo me presenteou com A régua. É uma régua ou melhor, esquadro de carpinteiro, comprado em lojas de ferramentas da marca Stanley. Seu material é de alumínio temperado e tem espessura  de 2mm. A régua é infelizmente para destro, sua escalas é em centímetros e cada 2 milímetros, o verso da régua é em polegadas. Excelente para corte, sem dúvidas muito melhor que as anteriores, precisão ao cortar  ângulo 90° diretamente. Mas como sempre tem um porém, pelo fato de eu ser canhota é meio complicada cortar. O verso da régua tem um pequeno degrau (ela é feita por camadas), quase imperceptível, mas ao meu ver faz diferença ao cortar por influenciar no colocar o estilete.

 Modelo e referência da régua

Espessura e as camadas da régua.

- Minha última aquisição foi uma régua de precisão. Específica para canhotos, em metal, escalas (centímetros, milimetro e ângulos- finalmente compreendi como funciona, lógico com ajuda do maridão).Bem mais fácil de usar os ângulos do que a régua de patchwork. Tem uma dobra na borda para encaixar na mesa ou no papel e sua ponta forma um ângulo de 45° perfeito. Consigo cortar perfeitamente com ela, mas infelizmente não consigo cortar um angulo de 90° diretamente. Ela só não desliza pelo fato de ter uma dobra citada acima.

Modelo e referência da régua

Olha que maravilha os ângulos. Dobra de encaixe para o papel ou mesa.

- Régua específica de corte, feita de metal (acho que é de alumínio) com 5mm de espessura. Ela tem uma barra meio pesada no meio, antiderrapante (a altura da espessura para não dar degrau), não tem escalas. Tenho a impressão que pelo fato de ter 5mm fica bem mais fácil cortar corretamente, tenho firmeza e não tende a régua sair do posicionamento (principal problemas das réguas ao cortar). Acho que finalmente encontrei a régua que eu buscava.Comprei a menor de 42cm de comprimento pelo fato de ser mais barata (rsrs)

Modelo da régua. Uma única foto bem grande (rsrs)

Espessura e modelo da régua

 Espessura da barra no meio e o verso da régua- antiderrapante

Tanto esta régua com a anterior são específicas para cartonagem, mas não encontramos no Brasil, comprei
 em uma livraria Francesa- http://www.eclatdeverre.com/. Seu preço é mais alto que as réguas citadas anteriormente, mas tem a vantagem de ser própria para cortar papéis grossos.

Deu para perceber que eu realmente sinto necessidade de uma régua que atenta todas as minhas necessidades. Exagerada para algumas pessoas, mas o que eu busco é o  melhor para facilitar e desempenhar um ótimo corte manual.

Obrigada a todas que leram a postagem inteira, fico muito grata. Espero que também possam contribuir para     acrescentar a mesma. E principalmente tenho certeza que você é também tão apaixonada como eu pela esta arte maravilhosa. 


12 comentários:

  1. Sempre perfeccionista, até para descrever suas ferramentas... Fiquei surpresa com a quantidade de réguas para esta arte que eu tbm tanto amo. Temos muito que aprender com vc, Karla. Seu conhecimento e experiência são muito valiosos para nós. Parabéns!!! Bjs!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Célia, com certeza existe muitas professoras com mais conhecimento do que eu. Também acho que existe outras réguas boas, por enquanto estou feliz com as minhas (rsrsr). Se tiver alguma dúvida é só perguntar e obrigada pelo carinho

      Excluir
  2. Adorei a postagem, Karla!! Parabéns e muito obrigada por compartilhar seus conhecimentos e experiências! Bjins!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada você por sempre visitar o blog! Abraço.

      Excluir
  3. Essa foi uma verdadeira aula sobre réguas....
    Adorei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro régua!! Ainda não estou satisfeita (rsrs)

      Excluir
  4. Obrigada pelas informações.Foram importantes para mim.

    ResponderExcluir
  5. Karla, parabéns, querida!! Obrigada por dividir seus conhecimentos conosco!!

    ResponderExcluir
  6. Nossa Karla!!!! parabéns , adorei suas informações, e confesso que li tudo mesmo rsrsrsr , agora posso comprar com segurança !!!! obrigada por passar as dicas !!!!

    ResponderExcluir
  7. Karla, para quem corta peça na mão a regua é quase tão importante quanto o papel ou tecido..... quem trabalha com cartonagem sabe e quem esta começando vai descobrir o que é chorar por um milimetro. Uma vez fiz uma peça linda. Um oratório para nossa senhora e nele vai uma gaveta. deixei ela por ultimo.... quando fui revestir percebi que ela havia ficado 2milimetros menor do que deveria.....ai advinha? a gaveta dançava na abertura (eu perfeccionista) ficou horrivelllllllllllllll ..... então precisão no corte é tudo!!!

    ResponderExcluir
  8. oie.... tirou algumas dúvidas minhas... acho que vou optar pela base de corte em vidro e mandar fazer um autocolante em uma gráfica com os milímetros e colocar em volta, que acha? com relação ao esquadro na melhor que vc falou: esquadro de carpinteiro,, num tem como dá errado, desde que faça sua base de vidro de 6mm ou 8mm.. para dá melhor apoio. .. obrigada.. e bjs

    ResponderExcluir